Comunicação Eleitoral e Marketing Político: entenda as diferenças e semelhanças


As Eleições Municipais deste ano foram adiadas para o dia 15 de novembro devido à pandemia do novo Coronavírus. Por conta disso, várias alterações nas campanhas presenciais deverão afetar os candidatos que não se adaptarem logo ao mundo digital.


Tenha certeza de que a internet, como nunca antes, será primordial para quem deseja alcançar sucesso na política e conquistar votos de eleitores. Podemos exemplificar com as últimas eleições que elegeram o atual Presidente da República, Jair Bolsonaro. O então candidato utilizou suas redes sociais para se posicionar politicamente e se fez conhecido por todo o país, ganhando seguidores atrás de seguidores.


Este exemplo provou que a internet veio para revolucionar toda a sociedade, direta e indiretamente. Hoje, quem está fora dela diminui suas chances a praticamente zero, de conseguir alcançar uma cadeira na política com sucesso.


Mas, nem tudo é tão fácil quanto parece. Só é possível se consolidar, legitimamente, nas mídias sociais com uma comunicação eleitoral bem estruturada e um plano de marketing que dará a solidez ao candidato que se eleger. Ele precisa continuar forte na rede mesmo depois de ser eleito. É assim que ele fortalecerá seus eleitores prestando esclarecimentos, mostrando seus posicionamentos, se tornando próximo dos seguidores.


Para isso, você precisa entender o papel da COMUNICAÇÃO ELEITORAL e do MARKETING POLÍTICO para saber quais passos precisa tomar desde já:


O que é Comunicação eleitoral?


São estratégias de marketing realizadas para preparar o candidato para a disputa eleitoral e aumentar suas chances de vitória. Utilizada antes e durante uma disputa política específica.

É voltada para a construção da visibilidade da pessoa e de suas propostas. Sua meta é a eleição, por isso, a comunicação tem um tempo mais curto e tem foco mais assertivo.


Exemplos de ações e aplicações da comunicação eleitoral:

  • pesquisas eleitorais, de intenção de voto e de posicionamento político;

  • desenvolvimento de peças de campanha, como jingles, santinhos, vídeos e programas de televisão ou internet;

  • gestão e manutenção de site e redes sociais do candidato;

  • elaboração de estratégias de contato e relacionamento com o eleitor, visando seu convencimento para voto.

Você percebe que na comunicação eleitoral utilizamos técnicas e estratégias para serem usadas em um período mais curto. Ela tem o objetivo claro de tornar aceito e conhecido um determinado candidato e suas propostas durante a campanha.


Mas, apesar de ser distinta do Marketing Político, que falaremos a seguir, a comunicação eleitoral funciona de forma complementar. As melhores estratégias políticas envolvem o uso de ambos.


O que é Marketing Político?


É um conjunto de ações de divulgação dos trabalhos de um parlamentar em exercício do mandato. Essa estratégia também é conhecida como Marketing de Governança, composta por técnicas e processos que visam tornar vistas as atividades de um determinado político, seja para aumentar sua aceitação pública como também prepará-lo para futuras eleições.


É um trabalho feito a longo prazo, pois deve ser feito ao longo de todo o mandato político. Fundamenta-se em trabalhar a imagem pública do candidato eleito, com o objetivo de tornarem conhecidas e valorizadas todas as atividades realizadas junto ao seu eleitorado.


Todas essas ações funcionam como um canal de comunicação entre os eleitores e o político para demonstrar que ele está ativo, desempenhando suas funções, propondo projetos e protegendo interesses dos cidadãos.


Exemplos de ações de Marketing Político, de acordo com as estratégias mais utilizadas e mais eficientes:

  • estudo do eleitorado e do público do político, com definição de personas e de compreensão dos interesses e alinhamento de expectativas;

  • desenvolvimento de estratégias de relacionamento por meio de ferramentas como o e-mail marketing, pelo qual serão oferecidos conteúdos relevantes, que destacam a atuação do político, projetos, propostas e ações;

  • criação de uma estratégia de conteúdo, por meio de blog, onde será oferecido conteúdo de qualidade e que dialogue com o eleitorado e responda seus questionamentos ou solucione problemas encontrados por ele;

  • criação e desenvolvimento de ferramentas de comunicação entre o eleitor e o político, para que ele possa entender as demandas de sua base eleitoral e se comunicar com ela um jeito mais assertivo e inteligente.

Semelhanças e diferenças entre Comunicação Eleitoral e Marketing Político:


Apesar de terem bastante semelhança, especialmente, nas ferramentas utilizadas e no posicionamento do parlamentar junto ao eleitor, existem algumas diferenças importantes, como a época do desenvolvimento do trabalho, o planejamento e a execução das ações, tipo do material, a comunicação e a linguagem que serão utilizados.


Principais semelhanças:

  • exigem planejamento prévio, análise de dados, estudo do público-alvo e do eleitorado, visando obtenção de resultados consistentes e positivos;

  • implementação, análise e desenvolvimento de estratégias digitais têm grande impacto em ambos, sendo que o estudo dos dados obtidos por meio das campanhas de marketing permite adequar e potencializar os resultados;

  • trabalham a imagem pública do político, visando fortalecer sua presença junto ao eleitorado e torná-lo mais próximo do público;

  • uso de diversos meios de comunicação para dialogar com o público, seja nas mídias tradicionais (televisão, rádio e jornal) ou nas digitais (redes sociais, e-mail e vídeo online).

Principais diferenças:

  • a linguagem de cada uma das estratégias de marketing tende a variar bastante, já que uma fala com o público visando consolidar a imagem do político para sua eleição, enquanto a outra busca reforçar seu papel como representante do eleitor;

  • as ações de marketing também possuem abordagens distintas, tendo em vista que o candidato tem restrições e exigências diferentes do político eleito — inclusive em questões legais daquilo que pode ou não ser feito;

  • o tempo de execução de cada uma das estratégias também tende a ser diferente, já que a comunicação eleitoral é mais curta, acompanhando a campanha, enquanto o marketing político é mais longo, compreendendo a duração do mandato.

Deu pra entender a importância de utilizar a Comunicação eleitoral e o Marketing Político? Se ficou alguma dúvida sobre o assunto ou deseja iniciar sua campanha, é só enviar sua mensagem para nós.


Compartilhe esta informação com seus amigos para que eles entendam também estes conceitos.


#ComunicaçãoEleitoral #MarketingPolítico #Política

0 visualização
 

©2020 por Pauta na Mesa. Orgulhosamente criado com Wix.com